PSICÓLOGO RENOMADO.

Mais de 20 anos de experiência. Profissional com formação internacional. A primeira consulta sem custo. Você merece a melhor ajuda. Comece a resolver agora!

 

Sementes de um Reino Celestial

Somos frutos de causas e condições.  Qualquer culpabilidade que aponte uma pessoa ou razão para justificar algo será visão estreita e inacurada de acordo com os ensinamentos do Buda. Inclusive as emoções que sentimos pelos outros, e nossas dificuldades com emoções perturbadoras como raiva, ou ódio, inveja ou carência.

Tudo o que nos acontece é formado por uma conjunção de fatores, nossa forma de pensar tem influência dos nossos pais, professores, amigos e até dos jornalistas da nossa cidade, entre outras influências.  O conceito de co-criação, ou melhor, interdependência, nos capacita a enxergar além das aparências e julgamentos comuns, e ver as causas e origens do sofrimento alheio sem a armadilha de culpar ou acusar ninguém.

Culpa e acusação são ilusões de uma perspectiva estreita e limitada.

Um Reino Celestial, onde possamos vivenciar emoções que nos fazem bem como amor, carinho e alegria pode ser cultivado. A noção de cultivar sementes positivas não pertence só ao Budismo, ela está em Patanjali, no Yoga também.

O Sorriso daqueles que ama é gerado a partir de cada pensamento, palavra e ação que fazemos
O Sorriso daqueles que ama é gerado a partir de cada pensamento, palavra e ação que fazemos

Quando cultivamos pensamentos, palavras ou ações positivas, que promovam o bem, criamos sementes e condições para o surgimento deste Reino Celestial à nossa volta.

Em meus professores, o Dalai Lama e especialmente Thich Nhat Hanh, pude presenciar a força deste ensinamento ao ver a condição positiva especial que eles criavam nas pessoas à sua volta.

Vitor em um dos seus encontros com o Dalai Lama, importantes transmissões.
Vitor em um dos seus encontros com o Dalai Lama, importantes transmissões.

Não significa que vão apenas receber gentileza de todos do mundo, como não o receberam em diversas vezes, devido a interesses do governo chinês por exemplo, mas apesar disto, suas sementes plantadas através de pensamentos, palavras e gestos criaram condições celestiais não só ao redor deles, mas para todos que se aprofundam nestes ensinamentos.

Em qualquer circunstância, procure sempre meditar, evitar materializar confusões em palavras, priorizar a reflexão e a auto-transformação, os resultados são incomensuráveis e especialmente, vão beneficiar aqueles que ama.

Vitor e o Mestre Zen Thich Nhat Hanh, expoente na história do Budismo
Vitor e o Mestre Zen Thich Nhat Hanh, expoente na história do Budismo

3 comentários em “Sementes de um Reino Celestial”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.