PSICÓLOGO RENOMADO.

Mais de 20 anos de experiência. Profissional com formação internacional. A primeira consulta sem custo. Você merece a melhor ajuda. Comece a resolver agora!

 

Quando a Vida acaba em Pizza

Marcelino era um dos maiores mestres na arte da Pizza que se conhecia. Uma vida na Itália dedicada ao conhecimento, pesquisa e ensino desta Tradição, desta Arte.

Vital era um jovem, muito estudioso, brasileiro, que gostava de Pizza e passou a estudar tudo a respeito. Em seus estudos descobriu a maestria e profundo trabalho de Marcelino. Gastou todas as suas economias para estudar por quase uma década junto ao Mestre Marcelino, aprender todos os detalhes da arte que apreciava.

Depois de muitos estudos, Vital retorna ao Brasil e dedica seus esforços a oferecer todo o aprendizado recebido aos irmãos conterrâneos. E se depara com diversos cenários desafiadores, recebidos através do comentário de seus clientes.

– Não me interessa os ingredientes especiais de sua pizza, compro pizza mais barato no supermercado.
– Prefiro comer pizza naquele outro lugar, lá tem muitas mais pizzas doces.
– Gostaria de colocar ketchup na pizza, e aqui não é permitido.
– Está na moda a borda dupla recheada de cheddar, por que você não faz também?
– Este pizzaiolo se acha uma estrelinha, só porque estudou tanto.
– Porque não faz pizza igual aos americanos da Pizza Hut e da Domino´s Pizza.
– Não quero estes ingredientes saudáveis, estou acostumado a comer outras coisas.
– O concorrente vende pizza mais barata e não precisou estudar tanto.

Vital se sente incomodado, pois alguns destes clientes não retornam mais, falam aos quatro ventos do seus gostos, e não reconhecem a arte envolvida na fabricação da verdadeira Pizza.

Consulta-se com seu Mestre Marcelino, se estaria sendo “radical” ao respeitar seus estudos, a tradição, a qualidade, ou se deveria ajustar-se às diversas novas demandas destes clientes.
Ao final Marcelino lhe contou várias histórias, dos modismos que passaram, dos restaurantes de baixa qualidade que foram extintos por outros restaurantes de também baixa qualidade, e estimulou seu aluno a manter-se fiel à qualidade e aos estudos.
Anos se passaram, Vital manteve-se fiel ao seu aprendizado, e se tornou reconhecido pela qualidade, pelo conhecimento e pelo sabor de sua pizza. Sempre demonstrou eterna gratidão pelos conselhos de seu mestre. Aprendeu que seu trabalho não era para todos, pois não são todos que possuíam o paladar e conhecimento para saborear sua Pizza, mas a satisfação daqueles de paladar apurado era alegria mais do que suficiente para continuar sua bela jornada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.