Aprenda porque Mindfulness é muito mais do que meditação. Com professor ordenado pela tradição.

Como utilizei a meditação para gerar um super sistema imunológico

Como utilizei a meditação para gerar um super sistema imunológico foi uma das várias estratégias de sucesso na cura de meu câncer.
Vou compartilhar com você especificamente como a meditação poder funcionar para melhorar o funcionamento do sistema imunológico.
Outras mudanças foram feitas para eu obter os resultados que tive, desde mudanças alimentares, até mudanças de comportamento e relacionamento.
No momento em que fui assustado por uma grave doença, quis usar todos os recursos disponíveis, ou seja, mudanças favoráveis, para acelerar minha cura.
O resultado foi surpreendente, positivo, assustando não só aos médicos, mas até eu mesmo.
Porém, aqui, vou me deter somente ao que se pode referir à meditação, já que o artigo ficaria muito extenso se incluísse todas as outras pesquisas.

Meditação no Gramado - Como utilizei a meditação para gerar um super sistema imunológico

O que é um super sistema imunológico

O sistema imunológico é constituído por uma complexa rede de células e moléculas dispersas por todo o organismo e se caracteriza biologicamente pela capacidade de reconhecer especificamente determinadas estruturas moleculares ou antígenos e desenvolver uma resposta efetora diante destes estímulos, provocando a sua destruição ou inativação.
Portanto, representa um sistema eficaz de defesa contra microrganismos que penetrem no organismo ou contra a transformação maligna de células.
Esta função de defesa é essencial contra o desenvolvimento de infecções e tumores.
Esta capacidade de defesa do sistema imunológico se fundamenta na ativação das células efetoras – que incluem os linfócitos e as apresentadoras de antígenos ou acessórias – e na produção de anticorpos.
Algumas vezes este sistema apresenta pequenas falhas no seu processo, e conhecemos uma delas como doenças autoimunes.
Se você quiser saber mais sobre sistema imunológico, clique neste link.

Doenças autoimunes

As doenças autoimunes são um grupo de doenças distintas que têm como origem o fato do sistema imunológico passar a produzir anticorpos contra componentes do nosso próprio organismo. Por motivos variados e nem sempre esclarecidos, o nosso corpo começa a confundir suas próprias proteínas com agentes invasores, passando a atacá-las.
Portanto, uma doença autoimune é uma doença causada pelo nosso sistema imunológico, que passa a funcionar de forma inapropriada.
A doença autoimune ocorre quando o sistema de defesa perde a capacidade de reconhecer o que é “original de fábrica”, levando à produção de anticorpos contra células, tecidos ou órgãos do próprio corpo.
→ Exemplo 1: no diabetes tipo 1 ocorre uma produção inapropriada de anticorpos contra as células do pâncreas que produzem insulina, levando a sua destruição e ao aparecimento do diabetes.
→ Exemplo 2:  na esclerose múltipla, o sistema imunológico começa a produzir anticorpos contra componentes dos neurônios, causando destruição dos mesmos e graves problemas neurológicos.
→ Exemplo 3: na tireoidite de Hashimoto, o corpo passa a produzir anticorpos contra a nossa própria glândula tireoide, destruindo-a, levando o paciente a desenvolver hipotireoidismo.
Se quiser saber mais sobre doenças autoimunes, clique no link.

Como utilizei a meditação para gerar um super sistema imunológico, precisa de outros pontos de apoio

A imunidade do corpo é constituída por diversas atitudes diárias de hábitos saudáveis. Fazer atividade física alinhada à boa alimentação é a fórmula para que o sistema imunológico esteja forte para evitar as gripes e infecções.
Se alimentar de frutas e verduras diariamente e vitaminas é essencial para quem tem a imunidade baixa.
Em geral os nutricionistas afirmam que alguns alimentos são ricos em micronutrientes como, por exemplo, cobre, zinco e magnésio. Estes atuam como cofatores de enzimas envolvidas na resposta imune e maturidade de células de defesa. As fontes desses nutrientes são principalmente: nozes, amêndoas, castanha-do-pará, farelo e gérmen de trigo, banana, uva e espinafre.
Se quiser algumas outras dicas sobre imunidade alta, clique aqui.

Evidências científicas de como a meditação melhora o sistema imunológico

Em um estudo da equipe de pesquisadores da Escola de Medicina Icahn em Mount Sinai, Universidade da Califórnia em San Francisco e Harvard Medical School fez 94 mulheres comparecerem ao Chopra Center for Well Being, na Califórnia. Metade das mulheres foi para um retiro de férias de seis dias, e metade para um retiro de meditação de seis dias. Nenhum desses grupos de mulheres tinha experiência com meditação – mas um terceiro grupo, formado por 30 meditadores experientes que também visitavam o Centro, também foi estudado. A equipe coletou amostras de sangue dos participantes, para que pudessem analisar quais genes foram expressos, antes do retiro, diretamente após ele, um mês e 10 meses depois.
“Com base em nossos resultados, o benefício que experimentamos com a meditação não é estritamente psicológico; há uma mudança clara e quantificável na forma como nossos corpos funcionam”, disse Rudolph Tanzi, que ocupa posições na Universidade de Harvard e no Hospital Geral de Massachusetts, em um declaração. “A meditação é uma das maneiras de se envolver em atividades restauradoras que podem fornecer alívio para o sistema imunológico, aliviando o estresse diário de um corpo constantemente tentando se proteger. A previsão é de que isso levaria a um envelhecimento mais saudável”. “
Se quiser saber mais sobre o estudo acima citado, clique aqui.

Como utilizei a meditação para gerar um super sistema imunológico através de pesquisas de grandes universidades

Em meu caso, durante um tratamento de câncer que tive, comecei a meditar em dois períodos por dia.
Fazia práticas de meditação pela manhã e pela noite.
Especialmente praticava durante as sessões de quimioterapia.
Os resultados foram surpreendentes, especialmente por causa dos momentos de tensão que eu vivia.
A vivência de uma doença, com rotinas de exames e consultas é bastante desafiadora.
Surpreendentemente as relações são afetadas, pois, nos tornamos menos reativos e tensos nas comunicações.
Porém, o efeito mais forte era mesmo durante as quimioterapias.
A agressão produzida ao organismo pelos fortes remédios do tratamento eram minimizadas por um corpo mais tranquilo.
Especialmente algumas tendências a reações alérgicas, ou súbitas variações de temperatura, eram nitidamente reduzidas.
Os episódios de mal-estar estomacal, ânsia de vômito e enjoo, também eram melhorados, embora a acupuntura neste caso tivesse mais positiva e forte reação.
Mas a evidência mais gritante aparecia nos exames.
Eu precisava fazer um exame de sangue, antes de cada sessão, para verificar meu nível de glóbulos brancos.
Era a forma de se verificar se meu corpo tinha condições de receber mais uma sessão de remédios na quimioterapia.
Certa vez, ao observar o resultado do exame, o médico destaca o efeito positivo da substância que prepara o sistema imunológico para a quimioterapia.
É como um “anabolizante” do sistema imunológico, para levantar a condição imunológica de forma forçada, e permitir a continuidade do tratamento.
Ficou estupefato quando lhe provei que nunca havia dado nenhuma daquelas substâncias em meio tratamento.
Meu sistema imunológico mantinha-se em ótimas condições através das práticas de meditação.
Surpreso, o antes cético médico perguntou o que eu andava fazendo.
E ficou mais surpreso ainda, ao saber que o meu bem-estar era tal, que estava em pleno treinamento para mais uma corrida de São Silvestre a acontecer nos próximos dias.
Mas isto já é outra história.
Desta história, aprenda, medite, é além de tudo, uma chance de vida com mais saúde.

Dicas práticas para você

Deixo aqui duas oportunidades para você se aprofundar neste assunto.
Você pode ler este artigo com algumas sugestões de meditação.
Ou estudar este vídeo abaixo, que vai lhe ajudar muito.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.