Muitos pensam que o maior desafio que vivi foi a vitória contra o câncer. Sim, foi um grande desafio, mas não o maior. Em breve, lançarei um livro de inspiração contando os momentos de sofrimento e abandono que sofri, que me levaram até a sarjeta, e a superação do mesmo. Mas aqui, falarei de algo mais atual, a tristeza de se deparar com a ação rígida de algumas pessoas, e que podemos fazer muito pouco a respeito disto, pois não podemos obrigar ações que não controlamos.

O Sorriso daqueles que ama é gerado a partir de cada pensamento, palavra e ação que fazemos
O Sorriso daqueles que ama é gerado a partir de cada pensamento, palavra e ação que fazemos

Minha filha, que amo tanto, quando passa suas temporadas comigo, vem sempre apresentado diversos problemas alérgicos, e também algumas reclamações, sobre imposições que recebe em sua casa. Especialmente na área da alimentação, ela sabe que não pode fazer ingestão de lactose, pois a reação alérgica é imediata, e age muito bem com isto..Mas as reações têm acontecido decorrente do consumo de açúcar e proteína animal.

Depois de três dia que estamos juntos, ela apresenta a remissão de todos os sintomas, com uma dieta vegana, sem açúcar, rica em suco verde, que ela adora.

Vitor nos traz práticas e diversas propostas para uma vida mais saudável e espiritualizada.
Vitor nos traz práticas e diversas propostas para uma vida mais saudável e espiritualizada.

Faço minha parte, de maneira didática, explicar para minha filha sobre a crueldade que não precisamos nos envolver, sobre os danos que aquele consumo gera, e especialmente, que o trabalho de seu pai é recuperar pessoas que passam por câncer ou graves alergias, ajudando a todos evitar este consumo.

Com seus 5 anos, ela já apresenta alguma consciência sobre o impacto que existe no consumo de restos de animais, ao ver os resultados em si mesma quando se alimenta de forma saudável, e também os depoimentos de diversos alunos que recuperam a saúde quando se alimentam melhor.

Estas situações me causam internamente enorme tristeza, e mesmo legalmente, acabo por ter poder de ação limitado, pois devido ao divórcio, pouco influencio os hábitos insalubres de uma casa que não vivo.

A tristeza em sua expressão, nos desenergiza, nos torna cabisbaixos, muitas vezes até desmotivados e pessimistas. Como lidar com isto então?

A prática de meditação mindfulness, seja na forma tradicional sentada, ou na forma de práticas de yoga, nos possibilita gerar um estado de observação das nossas reações, que desestimula o padrão causador dos problemas, diminuindo significativamente a sua intensidade.

Um efeito colateral da prática, extremamente positivo, é a produção de hormônios positivos no organismo, tais como oxitocina, e serotonina.

Os padrões internos, que antes eram bloqueados pelos pensamentos causadores da tristeza, são transformados e abrem espaços para novas ações, e a saída da condição de tristeza.

Neste momento, saber direcionar a própria energia, ter amigos saudáveis, ter ao nosso lado uma companheira saudável e alegre, expressar gratidão e até escrever (como é o caso agora), promovem um posicionamento para longe do estado anterior. Ufa!

Estratégias como estas são estudadas tanto no Curso de Psicologia Budista, quanto nos cursos de Yogaterapia e Emoções no Corpo, se quiser saber mais, acesse www.cienciameditativa.com, ou entre em contato conosco no e-mail contato@cienciameditativa.com

O amor em família, umas das prerrogativas que permeia todo o trabalho de Vitor
O amor em família, umas das prerrogativas que permeia todo o trabalho de Vitor

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *