PSICÓLOGO RENOMADO.

Mais de 20 anos de experiência. Profissional com formação internacional. A primeira consulta sem custo. Você merece a melhor ajuda. Comece a resolver agora!

 

Porque uma melhor escolha alimentar está relacionada com auto-amor

Certa oportunidade uma pessoa conhecida que estava por abandonar o vegetarianismo me afirmou: agora posso comer tudo, me sinto livre novamente!
Outro dia um aluna, do curso de yogaterapia, onde essencialmente estudamos as mais efetivas formas de cura para o corpo, as emoções e a mente, também me afirmou: não me sinto preparada para abrir mão de alimentos não saudáveis!

healty food

Façamos um reflexão, pois as duas afirmativas têm muito em comum por detrás.
Como economista posso provar, e demonstrar, tranquilamente, que as opções alimentares mais comuns, disponíveis, estão a favor do interesse de uma indústria que tem condição de suportar os cada vez mais elevados custos de distribuição dos centros urbanos.

Essas indústrias acabam por favorecer produtos que lhes paguem de volta elevada taxa de retorno. Por exemplo, vamos sempre assistir grandes campanhas publicitárias de refrigerante, mas dificilmente sobre suco de laranja. Vamos cansar de ver atores famosos falando de carne e presunto, mas dificilmente dos benefícios da cenoura ou da couve.

A indústria, através da mídia e da própria desinformação das pessoas, acaba por criar hábitos na sociedade que estão muito longe do saudável, e por repetição de hábitos, ou melhor dizendo, aprisionamento aos mesmos, se reduz a perspectiva de um modelo de vida mais saudável.

Um exemplo pessoal é a sombra, e malefícios, que o álcool realiza sobre minha família, e o rompimento com esta substância requer o esforço, coragem e força de vontade para se dizer não a toda uma estrutura de comportamento, especialmente comportamento dos outros.

O consumo de carne, produto economicamente inviável, ecologicamente insustentável, e danoso à saúde, acaba por estar ligado a hábitos culturais que se negam a se transformar, ou repensar, uma nova maneira de vida, onde a diversão pode se estabelecer longe dos churrascos ( e da cerveja também)

É preciso certa força interior pra dizer não à estrutura que aí está.
É preciso coragem para ser saudável, para ser feliz, devo colocar esforço para me afastar das causas da infelicidade.
Preciso de uma inteireza, uma integridade, uma estrutura sólida de conhecimento, para que meus passos sejam fortalecidos em uma nova jornada antes não trilhada.
Mas negar-se a trilhar o novo, por medo de se afastar das amarras, mesmo mediante às óbvias evidências, é amplificar o dano, é não mais pecar contra si por ingenuidade, mas por complacência.

obesidade paleto

Que a leitura deste texto seja um estímulo à sua coragem. As dificuldades, os obstáculos, são enfrentados por todos, mas se você se colocar a favor da vida, da saúde, do Bem Maior, tenha a certeza que vale muito à pena.

Por Vitor Caruso Jr. em Fevereiro de 2016

5 anos de Conversa para a Biografia

 

4 comentários em “Porque uma melhor escolha alimentar está relacionada com auto-amor”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.