PSICÓLOGO RENOMADO.

Mais de 20 anos de experiência. Profissional com formação internacional. A primeira consulta sem custo. Você merece a melhor ajuda. Comece a resolver agora!

 

Pequenas doses de Álcool destruindo sua Saúde e Felicidade

Todos já passaram pela desagradável experiência de estar junto a uma pessoa alcoolizada que se repete inúmeras vezes, sem ela se perceber do que está repetindo.
Não só Buda exclui o consumo de álcool de todos os seus seguidores, colocando isto entre os preceitos básicos, mas Patanjali deixou claro no Yoga Sutra, que o uso de substâncias afasta a pessoa do progresso espiritual:

Cap. 4 Aforismo 3. ” As causas ou ações incidentais não levam ao surgimento de realizações, mas sim pela remoção de obstáculos, da mesma forma que um fazendeiro remove uma barreira (eclusa), de modo a permitir naturalmente a irrigação de seu campo.” Esta causas incidentais, explicadas nos sutras anteriores se referem ao uso de substâncias, ou por nascimento, ou por feitiço, ou até por ascetismo. Sendo a concentração a única causa não incidental.

Nas tradições muçulmanas, evangélicas, pentecostais e espírita, boa parte delas, o álcool é substância também não recomendada.

O álcool está relacionado à causa de 7 tipos de câncer

Além do álcool ser uma desgraça para a concentração do indivíduo, temos o malefício ligado ao seu PH. A água tem PH 7, próximo ao nosso sangue, o do Vinho varia de 2,3 (similar Coca Cola e bateria automobilística) até 3,8, já a cerveja também é ácida, com PH de 4 a 5. O resultado do consumo, além da descalcificação dos ossos, prejudica o funcionamento muscular pelo uso do magnésio, criando situações alergênicas e de baixa imunológica, que podem até ocasionar um câncer. São 7 os tipos de câncer relacionados com o consumo de álcool, segundo o Centro de Pesquisa do Reino Unido. (http://www.cancerresearchuk.org/about-cancer/causes-of-cancer/alcohol-and-cancer)

Ser a indústria que mais alimenta a violência familiar, e a droga de uso mais comum entre brasileiros, seria motivo para pensarmos que contribuição damos ao planeta ao estimular esta indústria.

Para mais reflexões, temos esta pequena revistinha eletrônica também.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.