PSICÓLOGO RENOMADO.

Mais de 20 anos de experiência. Profissional com formação internacional. A primeira consulta sem custo. Você merece a melhor ajuda. Comece a resolver agora!

 

Ouvidos de Ouvir para Compreender

Milarepa, o mais famoso yogue tibetano

“Quem tiver ouvidos de ouvir, ouça!” Mateus 11:15
Jesus, mais uma vez em poucas palavras, nos diz mensagens de muita profundidade.No Budismo, esta capacidade de ouvir aparece como uma das qualidades fundamentais de Avalokiteshvara, a corporificação da compaixão. Avalokiteshvara significa aquele que percebe os sofrimentos do mundo.O mais famoso yogue tibetano, Milarepa, é representado em imagens com a mão próxima ao ouvido, na escuta compassiva dos lamentos que o mundo ecoa. Porém, o desenvolvimento da capacidade de escuta não é algo que se adquire da noite para o dia. Mesmo muitos que tentam, acabam tendo dificuldade em conter-se, em acalmar-se, em tranquilizar-se e ansiosamente interrompem a escuta.

Meu querido mestre zen, Thich Nhat Hanh, enfatiza a prática da “escuta profunda”, como forma de manifestarmos “verdadeiro amor”. Para desenvolvermos esta habilidade, ele reforça a importância de nos aquietarmos, de nos tranquilizarmos, acalmarmos, para realizar isto. Na prática budista isto é feito através das técnicas de meditação de Shamata. Desta forma procuramos interromper o ritmo veloz e incessante da mente, do discurso interno, dos “precisos”, tais como, preciso fazer isto, preciso fazer aquilo, preciso falar com este, preciso agendar aquilo, etc….Sri Aurobindo, o sábio indiano, destacava isto como o verdadeiro aspecto fundamental da caminhada espiritual, o que ele chamava de “Silêncio Interior”.

O Professor Hermógenes, precursor do yoga no Brasil, também destaca esta mesma qualidade, em seu lindo Poema “Se”, em que diz que não teria atingido a meta:
“..Se insistir ainda que o mundo silencie
Para que possa embeber-me de silêncio,
Sem saber realizá-lo em mim…”
Neste trecho, Hermógenes nos traz outro importante aspecto, também comumente enfatizado por Thich Nhat Hanh. Inicie seu silêncio, sua escuta, seu aumento de compreensão, sua caminhada espiritual, seu sorriso, sua transformação e seu melhor humor por você mesmo. Não culpe, e não aponte tanto os outros, ou as situações que não sejam favoráveis. Minuto de reclamação, em sua maioria das vezes, é minuto desperdiçado. Hermógenes costuma classificar isto na categoria de pensamentos negativos, e evitar isto, a tal ponto de nem dar exemplos para não causar contaminação.Troque os minutos de acusação, por minutos de interiorização. Troque os minutos de reclamação, por minutos de respiração consciente. Troque os minutos de insatisfação, pelo pragmatismo do: que posso fazer agora, neste presente momento?
Neste presente momento, você poderá presentear-se com a infinita possibilidade de satisfação e alegria disponível. No momento presente você será mais capaz do que antes, mais ativo, e aí sim, terá a chance, de você mesmo, transformar as coisas para melhor, de contaminar seu entorno com positividade, cooperação, alegria. Desta forma sua escuta se ampliará, você terá a condição então de escutar o próximo, escutar seus familiares, escutar seus amigos, e como Milarepa, escutar também o sofrimento do mundo.
Por Irmão Vitor Caruso Jr. em Junho de 2013.

Abaixo uma vídeo sobre as ferramentas budistas que podem auxiliar no desenvolvimento do “ouvir”.



Quer receber novos textos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.