PSICÓLOGO RENOMADO.

Mais de 20 anos de experiência. Profissional com formação internacional. A primeira consulta sem custo. Você merece a melhor ajuda. Comece a resolver agora!

 

Os 2 pilares do Pensamento que Cura segundo o Yoga

Você é responsável por suas dificuldades. Sempre tive dificuldades com esta observação. Parece jogar sobre nossas costas tudo o que de errado acontece. Contra-argumentava que não podíamos culpar o pobre pela pobreza, ou o analfabeto por ser iletrado.
Sim, mais podemos culpá-lo, mas você, é eles, continuam responsáveis pelas próprias dificuldades.
Vamos esclarecer alguns pontos que trazem confusão a esta questão.
Grátis o ebook “Poder de Cura do Yoga por Harvard” de Vitor Caruso Jr. Aqui!
A Culpa
Usualmente a culpa está ligada a um acontecimento do passado. Algo que já ocorreu, e que em análise posterior, procurou-se encontrar responsável. Mas definidamente é algo conectado ao passado. Porém a análise do passado é fundamental para que você possa aprender com seus erros. Não repetir erros, ou melhorar a forma de agir é parte importante da capacidade cognitiva e também da capacidade de evolução e adaptação.
Porém o aprendizado é algo estabelecido no presente, definidor de decisões, capacitados do futuro, aprende com o passado, mas tem raízes no agora. Assim começamos a compreender que a culpa é um modelo de pensamento incapacitante, que afasta ao invés de aproximar de soluções.
Ao perceber suas formações mentais de culpa atuando, estabeleça-se no aqui e no agora, identifique as alternativas de ação disponíveis, reais, não destorcidas por expectativas. Esta forma de reagir ao modelo mental de culpa, transferirá energia e poder para o poder de ação, residente no momento presente.
A Responsabilidade
O reconhecimento dos padrões de formação mental trazem consigo um prêmio, este prêmio é a maior nitidez sobre o presente. Você irá perceber que existe um presente, um momento no tempo que é poderoso, pois está livre, livre do peso de cargas do passado, livre da ansiedade, do nervosismo em relação ao futuro. No presente, livre destes padrões bloqueadores, surge um livre fluxo de pensar, e agir. Sua energia se liberta destes padrões, e uma sensação de tranquilidade e capacidade se afirma. É neste cenário real, ao reconhecer a existência antes ignorada do presente, que a responsabilidade amadurece. Você se percebe mais responsável, quanto mais o presente lhe mostra clareza sobre suas decisões. Portanto, a falta de responsabilidade, de uma ação mas consciente sobre as consequências, é apenas resultado do fechamento da janela do presente. Neste fechamento você se torna vítima do passado, jogado ao futuro inevitável. Reforços como “está no meu DNA” ou “é de família” vão ajudar bastante na vitimização.
A responsabilidade é proporcional à clareza e liberdade residentes no presente, quanto mais perceber a existência real do presente, maior a liberdade. Esta liberdade tem na responsabilidade a sua companheira inseparável, pois ela que dá sentido, valor, inteligência ao exercício de ser livre. Gandhi sempre alertava sobre o discurso e educação dos ocidentais, que sacavam a natural irmandade da responsabilidade.
Ao amadurecer a análise sobre a culpa e a responsabilidade, se preenche com mais sentido a ideia de ser responsável pelas próprias dificuldades, pois isto salienta liberdade e poder de ação, e a culpa é apenas uma formação mental que bloqueia a clareza deste real potencial residente no reconhecimento da janela do momento presente, aqui é agora, seja livre, seja feliz.
Audiobooks de meditação guiada por Vitor Caruso Jr. A forma de nutrir a mente de alimentos positivos. Clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.