Aprenda porque Mindfulness é muito mais do que meditação. Com professor ordenado pela tradição.

Como o Yoga alegrou sua vida por mais de 100 anos

Como o Yoga alegrou sua vida por mais de 100 anos é o históra de Tao Porchon-Lynch, que viveu 101 anos até o dia 21 de Fevereiro de 2020.
Ela praticou yoga por cerca de 70 anos e começou a dançar competitivamente aos 87 anos. Faz parte da sua biografia, ainda, ter marchado duas vezes ao lado de Mahatma Gandhi.
Saiba mais sobre a vida dela neste marcante texto.
TPL 2 - Como o Yoga alegrou sua vida por mais de 100 anos
 

Como o Yoga alegrou sua vida por mais de 100 anos tinha um segredo

 
Para aqueles que se perguntam como ela conseguiu permanecer tão ativa depois de tudo isso, a professora simplesmente dizia: “Porque eu estou no comando”.
Você acredita que ela chegou a escalar Machu Picchu de salto, sim, e de salto agulha.
Adorava usar calças de couro pretas e caso de pele pendurado. (nada vegano)
Unhas e lábios coloridos.
E teve seus dias de artista em Hollywood.
Encontros com Marilyn Monroe, Clark Gable e Elizabeth Taylor.
 

Como começou estes 100 anos de história

 
Nascida em 1918, de pai francês e mãe indiana, que morreu ao dar à luz, Porchon-Lynch foi criada por seu tio. Seus olhos verdes brilhantes brilham quando ela fala sobre sua educação em Pondicherry, uma cidade costeira no sul da Índia, que era uma colônia francesa até 1954.
Foi lá que ela teve um vislumbre de yoga. Ela tinha oito anos de idade e meninos, pouco mais velhos que ela, estavam criando formas bonitas com seus corpos na praia.
Ela tentou imitá-los, mas sua tia disse que não era uma coisa “dama” a fazer.
“Eu disse: ‘Se os meninos conseguem, eu consigo'”, lembrou Porchon-Lynch, que continuou aparecendo na praia e, ao longo dos anos, aprendeu muitos dos asanas ou posturas apenas assistindo. “Se você acredita em algo, vá em frente e faça-o.”
 

Outros segredos de vitalidade

 
“Tantas pessoas perguntaram a ela qual era seu segredo para uma vida longa e Tao disse que era Pranayama”, disse Pines, de New Rochelle, que conhece Tao há 20 anos. Pranayama é uma prática de yoga que envolve controlar a respiração, que é fonte de nossa força vital ou prana. Pensa-se que o exercício respiratório traga harmonia entre o corpo, a mente e o espírito.
Andrea Lublinski, uma aluna de longa data, contou ao The Journal News em 2019 sobre o seu maior sucesso no Tao: nunca adie o que você pode fazer hoje.
“Essa sempre foi a filosofia dela”, disse Lublinski. “E isso lhe deu muitas carreiras, viajando por todo o mundo e muitas amizades com pessoas de muitos continentes. Ela é uma inspiração para mim há muito tempo. ”

TPL 4 e1583246121259 - Como o Yoga alegrou sua vida por mais de 100 anos

Várias histórias até a fama

Em 1939, ela partiu para a França da Índia para morar com sua tia e, eventualmente, participaria da Resistência Francesa. Após a guerra, ela trabalhou como modelo na França e na Inglaterra antes de se mudar para os Estados Unidos em 1949. Logo ela estava trabalhando como atriz de Hollywood sob contrato com a Metro-Goldwyn-Mayer Studios, com créditos incluindo os filmes “Show Boat” e “A última vez que vi Paris” e programas de TV como “The Bob Hope Show” e “I Married Joan”. Ela também trabalhou como escritora, produtora e corretora internacional de filmes, esfregando ombros com antigas celebridades de cinema indiano e de Hollywood, como Marilyn Monroe, Elizabeth Taylor e Dev Anand.
Na década de 1950, ela treinou sob alguns dos maiores nomes do yoga, como B.K.S. Iyengar e Indra Devi e ensinaram ioga a atores de Hollywood, incluindo Clark Gable.
“Para mim, a Yoga está em todo animal, toda folha de grama e está viva com a energia da vida”, disse Porchon-Lynch enquanto lecionava no Fred Astaire Studio. “Se eu posso sentir isso dentro de mim, estou em contato com todos nesta sala.”
Depois de se casar com Bill Lynch, um vendedor de seguros, na década de 1960, ela se mudou para Hartsdale e juntos fundaram a American Wine Society. (Sua família na França possuía uma vinha no vale do Ródano por muitas gerações).
Porchon-Lynch continuou sua paixão pelo yoga certificando e treinando centenas de professores e ensinou em vários locais, incluindo o Jewish Community Center em Yonkers e o New Age Center em Nyack.
Embora sempre seja bem conhecido em certos círculos de Hollywood e ioga, incluindo servir na Cúpula de Educação para a Paz de Newark com o Dalai Lama em 2011, Porchon-Lynch nunca foi uma celebridade conhecida pelas massas.
Isso mudaria quando ela fizesse 93 anos.
O reconhecimento do Guinness World Records a levou à fama do rockstar de ioga – o tipo de fama em que ela se amontoou no Trader Joe local ou no aeroporto O’Hare de Chicago.
As principais referências deste texto foram tiradas daqui.
Você que saber mais sobre o autor do texto, Vitor Caruso, clique aqui.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.