Era Julho de 2005, quase dez anos atrás.
Minha primeira viagem à tão famosa Mãe Índia, terra mãe espiritual da humanidade.
Iria iniciar estudos do Ashtanga Vinyasa Yoga, e estar junto a um grande grupo de monges para aprender com o Dalai Lama.
Custos apertados para poder viajar naquele momento.
Minha mãe, antes do embarque, me dá um pequeno envelope, com alguns dólares, e um pequeno bilhete dentro.
Este abaixo:
Filho, Realize seus sonhos! Feliz Aniversário!

Minha mãe não sabe que guardei seu bilhetinho para comigo, o resto da vida.
Ele me lembra de seu esforço, de sua dedicação, e do seu desejo de me ver realizar sonhos, realizar minhas aspirações.
Talvez nenhum de nós tenha tempo, desenvoltura, ou mesmo coragem, de agradecer na proporção do quanto nossas mães investem em nós, e nos propiciam caminhar nesta existência de maneira a realizar algo.
Estou eu aqui, 10 anos depois, na mesma Mãe Índia, graças a redobrados esforços da mesma mãe que escreveu o bilhetinho 10 anos atrás.
Acho que ainda não amadureci o suficiente, para agradecer, na mesma dimensão do seu esforço, carinho e dedicação.
Muitos Obrigados não serão suficientes.
Talvez, realizar sonhos e espalhar felicidade, possa ser um troco, mediante tão rico investimento que nossas mães realizam.
Muitos Obrigados!!!!

Por Vitor Caruso Jr., em Dezembro de 2014

Quer receber novos textos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *