O poder da meditação, pouco se falou sobre isto. Soube-se no desenrolar da história, que o treinador de futebol foi monge por mais de 10 anos, estudando e praticando os ensinamentos e meditação budistas, vivendo a rotina diária da meditação e da vida no templo. Segundo amigos, “amava mais aos meninos do que a si mesmo”. Este um sinal do resultado que as práticas meditativas budistas geram.

Monge Ekkapol

O budismo tailandês segue a tradição Theravada, com ênfase monástica, mas também com forte influência do misticismo budista chinês, onde as lendas e histórias sobre o Buda ganham muitas cores. Mas um aspecto importante da tradição monástica é a sua ênfase na prática da meditação.

Ekapol Chantawong, carinhosamente conhecido como “Ake”, ficou preso com a equipe de 12 garotos – entre 11 e 16 anos de idade – na caverna Tham Luang Nang Non, no norte da Tailândia, desde o dia 23 de junho, quando foram explorar um jogo de prática. A equipe ficou sem comida por mais de uma semana até que os resgatadores os descobrissem vivos.

Ekapol já havia conhecido a morte de perto, quando tinha apenas 10 anos de idade, seus pais e irmão foram mortos por uma doença que devastou sua aldeia, apenas poupando-o. Ele viveu com membros da família por um curto período de tempo após as mortes, então foi enviado a um templo budista para ser monge, conta sua tia, Kantawong, em entrevista feita a um jornal australiano.
Os pais das crianças envolvidas no incidente, foram os primeiros a defendê-lo das acusações que eram levantadas, além de não ser a primeira vez que o time visitava as cavernas, o que ninguém esperava era a intensidade e estragos causados pela chuva.

Kantawong credita a fé devota de seu sobrinho por sua disposição de ajudar os outros, apontando que ele não comeu nos primeiros dias na caverna e, em vez disso, compartilhou sua comida entre as crianças. Segundo colegas do clube de futebol “Depois que todos termina o treino, ele sempre leva cada um dos jovens para casa, para ter certeza de que estão todos em segurança. Ele cuida bem das crianças e gosta de auxiliá-las sempre”, acrescenta.

De acordo com várias fontes de notícias, ele ensinou os meninos, com idades entre 11 e 16 anos, a meditarem na caverna para mantê-los calmos e preservar sua energia através de uma provação de duas semanas. E o mergulhador britânico Ben Reymenants, que estava envolvido com a operação de resgate, disse ao jornal Vox na quinta-feira que cada um dos garotos fez uma hora de meditação com o técnico antes de serem retirados da caverna entre domingo e terça-feira.

Segundo Thich Nhat Hanh, meu querido professor de budismo Zen, de quem recebi ordenação e valiosos ensinamentos, entre eles, a história de que nossa atenção meditativa poderia ser o fator de salvação, caso fôssemos os únicos a meditar em um barco em plena tempestade. Vejo claramente este ensinamento vivo neste acontecimento da Thailândia. O sucesso da sobrevivência e do salvamento, se deve em especial, ao poder da meditação.

A prática de meditar em jejum, e meditar para tranquilizar o sistema biológico, é parte fundamental da tradição Theravada budista, que busca este caminho para o clarear dos pensamentos.

Se você quiser a meditar, os nossos audiobooks de meditação são uma das formas mais práticas de aprender.

Audiobooks de meditação guiada por Vitor Caruso Jr. A forma de nutrir a mente de alimentos positivos.

 

Bibliografia:
https://www.washingtonpost.com/news/inspired-life/wp/2018/07/11/thai-soccer-coach-meditated-with-boys-to-calm-them-in-the-cave-we-can-all-learn-from-them/?noredirect=on&utm_term=.ba6cae86a4b1

https://www.vox.com/2018/7/9/17548512/thai-cave-rescue-soccer-boys-meditation-buddhism

https://edition.cnn.com/2018/07/10/asia/thai-soccer-coach-intl/index.html

https://edition.cnn.com/2018/07/10/asia/thai-soccer-coach-intl/index.html

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *