Conheça a Terapia Meditativa, vai ajudar você a superar seus obstáculos e alcançar as suas metas. ATENDIMENTO ONLINE, SEM SAIR DE CASA.

8 dicas para a Aula Experimental de Yoga para Iniciantes

Aula de Yoga para Iniciantes pode variar muito a depender do aluno que inicia.
Como este aluno deve avaliar sua aula experimental, para que saiba se deve iniciar a prática ou procurar outro local?

2015 08 11 18.46.19 - 8 dicas para a Aula Experimental de Yoga para Iniciantes

Vitor traduziu a principal obra do Ashtanga Yoga, escrita por seu professor Lino Miele junto a Pattabhi Jois.

Aqui vai uma lista de fatores fundamentais para auxiliar esta decisão em relação à aula de Yoga.

  1. O local deve ser próximo de casa ou do trabalho

    Um dos fatores fundamentais para o avanço na prática do Yoga, e colher seus incríveis resultados é a constância, para isto, a proximidade do local de trabalho, ou de casa, isto é, o fácil acesso é fator que auxilia muito a produção da constância na aula de Yoga.

  2. O professor do professor

    Quem é o professor do professor que dá aula. Esta verificação garante se o professor segue uma tradição de Yoga, se está autorizado a ensinar, ou se apenas fez um curso de formação e já dá aulas. A tradição do Yoga sempre foi transmitida através da profunda relação entre professor e aluno, e aquele que se propõe a transmitir a tradição deveria estar ligado a esta linhagem de transmissão.

  3. Conversar com os outros alunos

    Saiba o motivo que faz com que os alunos antigos estão sendo alunos do local que você experimenta. Os motivos são porque o professor é excelente, ou porque é mais barato. Estão lá porque as aulas são mais fáceis, ou porque o professor exige dedicação. Ao saber a razão dos outros alunos para estarem na aula de yoga, você tem pistas se o lugar é adequado para você, ou não.

  4. A sala de prática é adequada

    A ampla ventilação não é muito bem-vinda em uma sala de aula de Yoga, e também não precisa ser hermeticamente fechada. Salas muito grandes geram dispersão. Verifique a sala, veja se ela é adequada para os movimentos corporais e acolhedora para a aula.

  5. Pergunte ao professor

    Faça perguntas ao professor. Não tire conclusões precipitadas. Pergunte os porquês. Veja se ele tem conhecimento e vivência para responder. Isto vai ajudar a você ter certeza se o professor tem conhecimento ou apenas repassa um texto superficial ao alunos.

  6. Atenção à evangelização

    Os bons professores de Yoga não fazem conversão religiosa dos seus alunos. Muito cuidado com os professores que tentam impor sua crença e conexão religiosa, esta não é a forma adequada de trabalhar o Yoga.

  7. Preço

    A pizza mais barata, vendida no supermercado ou na padaria, não tem a mesma qualidade da pizza feita em forno de lenha por um talentoso pizzaiolo, não use o preço como fator de decisão, pois poderá estar comprando algo que parece pizza, mas não é pizza.

  8. Coerência

    Verifique a coerência do professor com o ensinamento de Yoga, ele vive de acordo com as orientações básicas do Yoga, tais como não-violência, compromisso com a verdade, sem ganância, sem excesso de desejo, e o uso da energia mais para a espiritualidade do que as coisas do mundo.

Com estas oito análises, sua aula experimental poderá trazer muito mais informações do que você precisa.

Se está em São José dos Campos, ou Curitiba, e quer averiguar estes 8 passos em um aula experimental, escreva agora para contato@cienciameditativa.com

Poder de Cura do Yoga por Harvard - 8 dicas para a Aula Experimental de Yoga para Iniciantes

Grátis o ebook “Poder de Cura do Yoga por Harvard” de Vitor Caruso Jr. Aqui!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.